29/07/2021 às 09h57min - Atualizada em 29/07/2021 às 09h54min

Cirurgião Ronaldo Soares dá dicas para evitar deformidades nas orelhas

Sua Imprensa
Divulgação
 Popularmente chamada no mundo da luta de "orelha de couve-flor", a pericondrite é a lesão auricular que afeta muitos praticantes de luta agarrada, principalmente de Jiu-Jitsu, Judô e Luta-Livre. O hematoma é ocasionado pelo atrito do tecido com o kimono ou o tatame.

Cirurgião plástico formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e influenciador digital da área da saúde, Dr. Ronaldo Soares costuma fazer de 15 a 30 cirurgias anualmente para corrigir tal tipo de deformidade. Especialista no tema, ele dá dicas para que os lutadores evitem chegar à mesa de cirurgia.

"Usar protetores auriculares é fundamental. Também é preciso drenar o sangue acumulado assim que ocorrer um trauma auricular com hematoma. Mas, novamente, fazendo o uso correto dos protetores auriculares, as chances de se lesionar diminuem drasticamente", afirma o médico, que possui mais de 326 mil seguidores no Instagram, onde dá dicas e tira dúvidas sobre diversos assuntos relacionados a cirurgias plásticas.

Outro alerta importante dado pelo Dr. Ronaldo Soares é sobre a drenagem caseira. É possível ver em algumas academias professores e alunos fazendo dreno por conta própria, sem a assepsia necessária que tal procedimento demanda.

"O indicado é sempre procurar um pronto-socorro para avaliar o acúmulo de sangue. Caso contrário, pode acarretar em infecções bacterianas", atenta Dr. Soares.

Enviado por Sua Imprensa
Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »