28/07/2021 às 14h34min - Atualizada em 28/07/2021 às 14h29min

Professor cria Assessoria Inclusiva Virtual para atender pessoas com indicadores de Altas Habilidades e Superdotação

Sua Imprensa
Divulgação
Com o propósito de acolher, identificar e encaminhar pessoas com Altas Habilidades, o  professor Francisco Alexandrino, pós-graduado em Educação Especial, encontrou uma forma de estar mais próximo e continuar desenvolvendo um trabalho com crianças de altas habilidades e superdotação, através de atendimento remoto, fundou a Ananse Assessoria Inclusiva, que atua na formação, identificação, atendimento, encaminhamento, assessoria escolar, orientação e responsabilidade social. O professor realiza regulamente lives no Instagram da instituição sobre assuntos de interesse de pais e profissionais.
 
“A Ananse nasceu do desejo de acolher, identificar, acompanhar e encaminhar pessoas com indicadores de comportamentos de Altas Habilidades/Superdotação”, explica Alexandrino. Diferente de uma consultoria, que geralmente realiza ações pontuais, ou mesmo de uma mentoria que geralmente se restringe à atuações o mentor e o mentorado, a Ananse trabalha fazendo o acompanhamento de todos os pares significativamente envolvidos com os/as clientes, desde o primeiro contato à finalização do processo.
 
Professor do Ensino Superior, desde 2011, no Curso de Pedagogia da UNINABUCO - Centro Universitário Joaquim Nabuco - Grupo Ser Educacional, Alexandrino é coordenador do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros, Indígenas e de Povos Tradicionais (NEABIT UNINABUCO - RECIFE).
 
Quem quiser conhecer mais sobre a Ananse Assessoria Inclusiva pode acompanhar nas redes sociais: @ananse_assessoria

Jornalista Angélica Souza

Conteúdo enviado por Sua Imprensa
Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »