09/04/2021 às 14h55min - Atualizada em 09/04/2021 às 14h54min

Consumidor online: entenda o que mudou nos últimos anos

O mundo é um espaço mutável. A sociedade se altera muito rapidamente e isso se reflete em várias posições, inclusive na hora de consumir algo. Portanto, é importante que qualquer empreendedor tenha um acompanhamento constante para entender o comportamento do consumidor online, o que mudou nos últimos tempos e outros detalhes que passam despercebidos, mas que podem fazer uma diferença enorme.

Entender o que mudou com o consumidor online começa por compreender os efeitos da sociedade atualmente e, claro, as consequências que isso tem para uma empresa. Os fatores a serem considerados vão desde o tipo de interesse dos consumidores, sua lógica por trás do processo de decisão de compra e as plataformas pelas quais ele exerce essas preferências.

Por isso, é importante estudar melhor o consumidor online, o que mudou e como sua empresa pode se adaptar a isso. Siga a leitura para saber mais sobre o assunto!

Consumidor online: o que mudou?

Muita coisa mudou nos últimos anos. Aliás, nem precisamos voltar tanto no tempo assim para começar a notar as diferenças no comportamento dos consumidores. Basta voltar, por exemplo, há um ano, antes do início da pandemia do novo coronavírus.

Antes da crise, o consumidor brasileiro já vinha em um movimento de constante mudanças, mas não tão intenso quanto o que vimos depois. Por exemplo, já era comum fazer pedidos de delivery e muitas pessoas já tinham lojas favoritas em Rappi e outros aplicativos.

No entanto, a pandemia causou uma retração significativa do público em casa, o que levou a uma busca por novas maneiras de fazer compras. Afinal de contas, as pessoas continuam com as suas necessidades mesmo sem poder sair de casa por causa do coronavírus.

Por exemplo, ainda é necessário comprar comida no supermercado, ainda é necessário ter roupas, calçados e outros tipos de produtos. Logo, é necessário comprar pela Internet já que não dá para fazer a aquisição presencial.

Essa mudança de postura pegou a sociedade de jeito e fez com que houvesse uma adoção em massa de aplicativos de delivery e vendas digitais. Para se ter uma ideia, o faturamento desses apps cresceu 187% no último ano, um valor muito acima da média. Não são apenas usuários mais adeptos de tecnologia que começaram a usar os aplicativos, mas pessoas que antes não tinham esse hábito.

Na prática, os apps acabaram desenvolvendo novas ideias e hábitos dos consumidores. Isso vale desde esperar por promoções e cupons para comprar até reagir instintivamente na hora de fazer a compra quando recebe um benefício.

Outra mudança significativa foi aumentar a democratização daquilo que é comprado. Antes, as compras eram feitas em lojas específicas, atrás de marcas, mas hoje em dia os apps de delivery focam mais no produto e qualquer loja que tenha pode ser uma opção viável ao consumidor.

Uma segunda mudança significativa no mercado, que não tem muito a ver com a pandemia do novo coronavírus, é a preocupação ambiental. Hoje em dia, 9 em cada 10 consumidores preferem comprar de marcas com preocupação ambiental do que sem essa preocupação em sua produção e venda.

Portanto, é essencial que as empresas possam se adaptar a um mercado que tem um público mais focado no digital e com maiores preocupações ambientais e sociais do que nunca.

Como se adaptar ao novo padrão?

Se você quer manter a sua empresa de pé nesse período, precisa aprender como se adaptar a esse novo padrão. Afinal de contas, não dá para manter-se com sucesso em um cenário de incompatibilidade com a postura do consumidor.

O primeiro passo para isso é identificar o que está errado com a sua postura. Ou seja: achar os problemas que separam a sua empresa do comportamento do consumidor. Ou seja: uma autocrítica e auto reflexão podem ajudar bastante nessa hora.

O segundo passo é traçar as ações que vão ajudar a superar o problema. Por exemplo, suponha que você percebeu que não tem estrutura para vender online. É possível resolver o problema agindo em parceria com um app como o Rappi, que tem ponto de venda e entregadores para fazer delivery. Aos poucos, é possível resolver todos os problemas e tornar sua empresa mais adaptada aos novos comportamentos do consumidor.

Além disso, pense sempre no longo prazo e em como moldar a sua companhia para se antecipar às tendências dos consumidores. Nem sempre dá para acertar todas, mas é importante estar de olho naquilo que é novidade para se ajustar corretamente.

Pronto! Agora você já sabe melhor como pensa o consumidor online, o que mudou nos últimos anos e viu algumas maneiras para posicionar o seu negócio no mercado da maneira mais adequada para o seu contexto. O próximo passo é usar essas ideias a seu favor e alcançar os melhores resultados possíveis para vender mais e construir uma marca compatível com o cenário atual.

Gostou das dicas? Então comente abaixo com a sua opinião!
 
 
Link
Lucas Widmar Pelisari

Lucas Widmar Pelisari

Descobrindo o Marketing Digital, dicas de como aumentar tráfego orgânico e otimização no posicionamento de domínios perante motores de busca

Relacionadas »
Comentários »