22/09/2014 às 00h15min - Atualizada em 22/09/2014 às 00h15min

Nancilia Pereira

Escritora, Poetisa, Professora e Pedagoga

Thiago Santos

 Thiago Santos: Na Pré-História o ser humano buscou se expressar através de desenhos pintados nas paredes existente em suas cavernas. Qual a dimensão real diante a tal evolução?

 Nancilia Pereira: A dimensão é imensurável. Desde a Pré-História os humanos sentiam vontade de extravasar sentimentos e, à época, o faziam pintando desenhos nas cavernas, com a evolução e o advento do papel passaram a nele registrar suas emoções, a Arte, de modo geral.

 

 Toda escrita tem como pano de fundo a criatividade?

 Pra mim o pano de fundo é a sensibilidade aliada à criatividade. 

Inteira – Nancilia

Poesia

Eu metade me sinto inteira

Sem expectativa,frustrada

Sonho inacabado.

Sigo só pela estrada

Sol, vento, poeira

Coração sarado.

 

As tristezas foram embora

Confesso que doeu

Custou muito sarar

Mas hoje mundo afora

Procuro não lembrar

Aquele amor não meu.

 

Estou só, de bem com a vida

Me libertei

Abri asas, voei

Não sou ais alma perdida.

 

Por isso digo, sincera,

Eu metade sou inteira

E isso é à vera

Não simples brincadeira.

 

Hoje o mundo é meu

Longe de quem ensandeceu

Chega de sonho, ilusão

Meio tempo, meio coração

Caí na real, fiz ablação

De tudo que era seu.

 

Agora, à minha maneira

Vivo bem, sem restrição

Sem enganar o coração

E metade me sinto...inteira

 

 Como é para um escritor saber que toda escrita se assemelha há uma pérola preciosa em prol da humanidade?

 Motivo de orgulho, mas há que se observar existirem pérolas falsas no mundo da literatura.

 

 Poesia, doce beijo no coração?

 Beijo no coração, na alma, no corpo porque "Minha poesia sou eu nua, vestida de emoções".

Fênix – Nancilia

Poesia

Da vida abrirei janelas e portas

Vou espanar a dor, a tristeza

Tirar lembranças boas, mas mortas

Deixarei imperar suave beleza

 

Chorar não vou mais

Nem em mim sufocar

O riso, o amor, a alegria

Quero viver feliz demais

 

Quero olhar a lua prateada

Ou o céu enfeitado de dourado

Pelo sol da manhã iluminado

Tornando-me guerreira renovada

 

Com flores meu cabelo enfeitarei

Agradecendo ao meu jardim

Um vestido de seda vestirei

Combinando com sapatos de cetim

 

Seguirei pela vida a cantar

Espalhando sorrisos e alegria

Com alma de menina mulher a sonhar

Com o amor que um dia vai chegar

 

Como Fênix a vida vou levar

Renascendo a cada amanhecer

Não ficarei mais a lamentar

O que passou em meu viver.

 

Pois vivendo pude concluir

Que rir é melhor que chorar

Vou criar castelos, sonhar e seguir

Soltar a voz sem calar

 

Fazendo a mulher Fênix aflorar

Suportando as dores da razão

E ser sempre capaz de amar

Rindo, mesmo que chore o coração!

 

 O quanto é gratificante semear o conhecimento?

 Extremamente gratificante, pois tenho consciência que, através das palestras e dos meus livros, principalmente os de literatura infanto-juvenil, levo mensagens positivas, valores morais, exemplos de solidariedade e amor ao próximo.

 

 Crie uma sinopse que descreva todos os seus livros.

 Como tenho trinta e uma obras, citarei algumas delas...

 Entre Rosas...a Margarida: Essa é uma história de extrema ternura sobre Alvinha, uma margarida solitária que nasceu num canteiro de rosas. A solidão se torna seu par constante até conhecer o beija-flor Gentil que fará sua vida mudar radicalmente. Recomendado para as 2ª, 3ª e 4ª séries do Ensino Fundamental.

 Pintada, uma história de amor: A autora narra a história da galinha Pintada que nasceu muito fraquinha, mas recebeu cuidados e amor de sua mãe e do menino Junior, conseguiu crescer, namorar, casar e...muitos mistérios envolveram a vida do casal. Só lendo para descobrir. Recomendado para 1ª, 2ª e 3ª séries do Ensino Fundamental.

 Arrumação no Céu...Chuva, Raios e Trovões: Está é a comovente história de Renata, uma menina de oito anos que, após ter o lugar que mora inundado por uma tempestade, procura desesperadamente comunicar-se com Deus para entender o ocorrido, o que só consegue após inúmeras e frustrantes tentativas. Recomendado para 3ª, 4ª e 5ª séries do Ensino Fundamental.

 Soro na Mão ou Cobra Morta no Chão?: Através do menino Carlos Eduardo, são colocadas questões sobre o valor da liberdade, ecossistema, soro antiofídico etc. Matar ou não a cobra é a dúvida que envolve a trama. Recomendado para 2ª, 3ª e 4ª séries do Ensino Fundamental.

 Deficiente é...Gente: Num texto emocionante e envolvente a autora fala sobre as dificuldades dos portadores de necessidades especial. Indicado para 3ª,4ª e 5ª séries do Ensino Fundamental.

 A Natureza na Constituinte da Floresta: O texto é leve e a temática polêmica é conscientemente debatida: a Constituição da Floresta. Indicado para 2ª, 3ª e 4 ª séries do Ensino Fundamental.

Espelho - Nancilia

Poesia

Vi no espelho minha imagem

Baixinha, gorda, desajeitada

Falei segura: que nada

Isso é apenas miragem.

 

Mas em desafiar teimando

Ele me mostrou cicatrizes

Eu disse alto explicando:

São restos de dias felizes.

 

Ainda não contente

Só pra me machucar

Apontou ruga indecente

No meu rosto a marcar.

 

Mas não me deixei abater

Dei uma bela gargalhada

Só pra ele ver

Que aparência é nada.

 

Pra provar que tinha razão

Decidida pro espelho desfilei

Marcas no corpo evidentes

Celulites, rugas e gorduras

Dele nada ocultei

Mostrei até olhos carentes

E o cansado coração

Com suas lutas e agruras.

 

Mas ele, ruim e teimoso,

Parece que aumentou a imagem

Pra eu ver em alta resolução

O resultado de minha bagagem

Refletida com nitidez e perfeição

Através dele, espelho maldoso.

 

Nem assim me abalou

Porque me sinto essência interior

E não aparência sem valor

Eu não me abalei

Mas ele bravo ficou

Com a lição que lhe dei.

 

Agora, o encarando de frente

Com as marcas da minha vida

Me sinto muito...muito gente

Estou viva, de pé, cabeça erguida!

 

 Para finalizar nos fale dos seus projetos atuais e futuro!

 Tenho como lema que é preciso sonhar pra viver e realizar, vivo sonhando e realizando. Em abril de 2015 lançarei o livro Personalidades do Rio de Janeiro IV, um livro biográfico ilustrado com fotos de pessoas importantes que são exemplos de vida para as futuras gerações. Nesse mesmo ano publicarei o livro Peixe-Boi virou Atleta e já estou trabalhando em mais dois livros infantis: "A Voz do Silêncio"  e "Hoje é Amanhã?". Vale ressaltar que nunca tive editora. Minhas  publicações são todas independentes, mas em muitas obras conto com Apoio Cultural.

Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »