05/09/2014 às 01h12min - Atualizada em 05/09/2014 às 01h12min

Elci Soares

A atriz nos fala sobre sua carreira

Thiago Santos

 Thiago Santos: O mundo sem música seria o mais terrível roteiro no gênero terror. E para a mulher Elci Soares, o que seria o mundo sem a arte?

 Elci Soares: Sem vida e entediante!

 

 Você iniciou no mundo artístico no ano de 2006. O que te inspirou nessa tomada de decisão?

 Um sonho, desde menina, sempre gostei de teatro, porém, não tinha tempo e nem oportunidades, até que surgiu a primeira em 2006 com o grupo Fina Arte.

 

 Sendo a alma, definida como o centro das emoções. Como ela se sentiu em sua primeira apresentação teatral?

 Foi uma realização ímpar, a melhor sensação que senti, depois do nascimento dos meus filhos.

 

 Se divertir com o que ama fazer é mais do que fascinante e ver o próximo se divertindo através de sua diversão, significa? 

 glória. Sensação de ver seu trabalho sendo reconhecido, isso não tem preço!

 

 Como gostaria de ser conhecida no coração daqueles que em admiração se rende diante a arte?

 Como a artista que não mediu esforços para continuar com sua arte e levar cultura, desde o mais refinado ao mais humildes dos lugares, ser vista, não como uma atriz a mais, mas, como amante da arte e sem medo dos desafios.

 

  Também trabalha  proporcionando o conhecimento da arte para as muitas crianças na ONG Semante do Amanhã?

 Sim. Na ONG Semente do Amanhã, que fica na Vila Aliança Bangu(RJ)! Um projeto maravilhoso e que já ajuda muitas crianças carentes. A ONG  é coordenada pela Tia Selminha.

 

  Para finalizar nos fale sobre seus projetos atuais e futuro!

 Tenho dois espetáculos infantis, para estrear,  ainda nesse mês e  alguns trabalhos  na  Web. Quanto ao futuro, pretendo voltar para a escola de circo. Continuar dando  minhas aulas de teatro e iniciar o curso superior, de Licenciatura Teatral.

 Por último, faço questão de  mencionar a CIA DRACA PRODUÇÕES FACE e RODRIGO DE CASTRO  FACE. São especiais para mim!

 

 

 

Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »