23/03/2012 às 23h02min - Atualizada em 05/05/2012 às 23h02min

"Fina Estampa" termina com missão cumprida

Confira os pontos positivos e negativos

Fabio Maksymczuk

Olá, internautas

Após três novelas “pesadas” e de repercussão mediana ("Viver a Vida", "Passione" e "Insensato Coração"), a Rede Globo voltou a exibir uma novela de sucesso na faixa das 21 horas. “Fina Estampa” chegou ao fim nesta sexta-feira (23/03) com a missão cumprida. A trama de Aguinaldo Silva com direção geral de Wolf Maya foi uma grande brincadeira com o telespectador. Os índices de audiência corresponderam bem à proposta. Resultado: foi a mais assistida dos últimos anos.

Seguem os pontos positivos e negativos.

PONTOS POSITIVOS

Griselda Pereirão e Tereza Cristina: O autor explorou duas personagens marcantes, Griselda “Pereirão” e Tereza Cristina, que protagonizaram, de fato, as principais cenas da novela. Lilia Cabral e Christiane Torloni, duas veteranas atrizes, não titubearam em cena. É válido salientar que Christiane acertou o tom da megera no decorrer da trama. Pereirão representou a mulher trabalhadora que dá importância ao trabalho, à família e à educação dos filhos.  Já a “Rainha do Nilo” é uma vilã caricata que teve o seu charme. É fiel seguidora da mor Nazaré Tedesco.  Aliás, Aguinaldo fez uma série de menções a outras obras de sua autoria. Tia Iris (Eva Wilma) praticamente é a reencarnação de Altiva, de “A Indomada”. Até foi parar em Greenville!

Discurso de Griselda: ótimo discurso da Griselda no último capítulo. A novela deveria ter chegado ao fim nesse ponto. Interpretação tocante de Lilia Cabral.  Trechos: “O trabalho duro dignifica”. Honestidade. Integridade. Alegria. Orgulho. “Sejam honestos acima de tudo”, frisou a protagonista. Texto impactante dentro da atual conjuntura do Brasil. Depois, Antenor beija a sua mãe. Contraste com a cena que marcou toda a novela: a rejeição do filho com Griselda na casa de Tereza Cristina.  

Marcelo Serrado: O ator roubou a cena no papel de Crodoaldo Valério. Até mesmo, muitos telespectadores torceram pelo final feliz com o zoiúdo Baltazar (Alexandre Nero). “Rainha do Nilo”, “Divina Isis”, “Filha de Osiris” e “Pitonisa de Tebas”. Vocabulário particular do mordomo que marcou a trama de Aguinaldo Silva. O autor preferiu apostar em um personagem mais caricato do que defensor dos direitos da comunidade LGBT. Dentro da proposta de levar ao ar uma novela mais leve, Crô funcionou bem dentro do enredo.  

Katia Moraes: a atriz brilhou na reta final da novela. Katia chamou a atenção do público com os arroubos de Marilda, a “empregada anã”. Um papel coadjuvante que ganhou força nos últimos capítulos, devido ao bom trabalho da atriz.

Alexandre Nero: para completar o trio de assistentes de Tereza Cristina, o ator Alexandre Nero também viveu bons momentos na pele de Baltazar.

Paulo Rocha (Guaracy):  o ator português conquistou a simpatia do público ao viver o batalhador Guaracy. Final coerente ao ter ficado com Griselda. René (Dalton Vigh) não sobressaiu na trama.

Angela Vieira: a atriz apareceu em momentos pontuais na novela, mas arrebentou no papel da atriz que virou fotógrafa, Mirna Bello.

Carlos Casagrande (Juan) e Tania Khallil (Letícia): história paralela bem trabalhada. Surtiu bom efeito dentro do conjunto da novela.  Belo casal.

PONTOS NEGATIVOS

Dilema entre Danielle (Renata Sorrah), Esther (Julia Lemmertz) e Bia (Monique Alfradique): toda essa história paralela que discutiu quem é a verdadeira mãe de Vitória não se encaixou com o restante da obra. O núcleo apenas serviu de “encheção de linguiça”.  O final de um minuto no último capítulo resumiu bem toda a ladainha.

Eri Johnson: qual foi a finalidade do ator na novela? Eri viveu mais um personagem sem brilho.

Luana (Joana Lerner): a personagem começou com bom fôlego no início da novela, mas desapareceu no restante do folhetim.  

Sandro Pedroso: o “ator”, que ganhou até algumas falas nos primeiros capítulos com o personagem Mandrake, sumiu no decorrer da trama. O telespectador agradece! Não basta aparecer ao lado de uma veterana atriz nas páginas de revistas de celebridades. Tem que estudar e batalhar pelo seu espaço.

Fabio Maksymczuk

Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »