01/09/2020 às 18h17min - Atualizada em 01/09/2020 às 17h59min

Home wedding é a aposta de casais que querem celebrar a união no isolamento

Enquanto alguns noivos adiaram ou cancelaram a celebração de união, outros optaram por um serviço mais íntimo e adaptado ao momento: o home wedding

Pixabay

Casamentos, formaturas, viagens. A pandemia causada pelo novo coronavírus colocou em segundo plano muitos momentos especiais planejados há muito tempo. O cenário, porém, fez crescer a busca por modalidades alternativas de comemoração, como os drive-in e os chamados Home Wedding, na tradução, “casamento em casa”.

Caracterizado por uma celebração com poucos convidados e feita em casa, esse tipo de evento tem aumentado a demanda do jovem celebrante Marco Aurélio, famoso nas redes sociais por seus discursos de casamento. “Essa é uma opção que já vinha ganhando força, principalmente entre noivas minimalistas. O cenário apenas fez com que as pessoas readaptassem a celebração para esse novo momento”, comenta.

Se os amigos e familiares não podem estar presentes, o carinho e afago vem por meio das palavras. “Nos discursos de casamento, a história daquele casal já é o centro. No contexto pandêmico, a união dos dois e o momento vivido tornam os votos ainda mais importantes, pois o ressignificam. Não é mais ‘o dia que seria nosso casamento’, e sim ‘o dia que fomos felizes mesmo em um período tão sombrio’, e é isso que tento trazer ao realizar os casamentos nesse momento”, conta o celebrante que faz mais de 100 casamentos por ano.

No caso do administrador Diego Sarmento, 33, e a empresária Jéssica Fernandes, 28, já havia um data marcada para a festa de casamento: 16 de maio. Com a pandemia, os planos tiveram que ser alterados — ao invés de uma comemoração lotada de amigos e parentes, uma cerimônia simples e de apenas quatro pessoas foi opção do casal.

O empresário Diego conta que o momento da quarentena estava muito difícil e eles optaram pelo serviço para ressignificar o dia. “Era muito triste, para nós, ter que postergar o casamento e repensar todos os planos. A cerimônia civil foi uma maneira de conseguirmos sair um pouco dessa bolha e ter um momento de felicidade para sacramentar nossa união”, conta.

Por meio de uma transmissão ao vivo, o casal conseguiu aproximar um pouco mais a cerimônia dos amigos que não puderam estar presentes. “Fizemos uma recepção e cerimônia apenas para os meus pais, que foram as testemunhas para que o casamento fosse oficializado. A cerimônia foi muito incrível e emocionalmente, mesmo sendo curta choramos do início ao fim”, conta Jéssica. “A experiência foi incrível, o nosso dia foi eternizado junto com as pessoas que mais amamos, fizemos até um brinde virtual”, completa.

Apesar do casamento no formato Home Wedding, o casal, que se conheceu por meio de uma ação social há pouco menos de quatros, pretende renovar os votos assim que festas possam ser realizadas.

Como fazer

O celebrante Marco Aurélio explica que os noivos não precisam se preocupar se o casamento terá o mesmo valor sentimental do que teria se fosse realizada a festa tradicional. “No mercado de casamentos, surge um novo formato e ritual constantemente. No caso da pandemia, o matrimônio só é realizado de maneira mais intimista, mas o momento continua sendo especial”.

Para celebrações desse tipo, Marco Aurélio recomenda pesquisar bastante as empresas que vão ser contratadas. “Obedecer aos protocolos de segurança é fundamental para que não haja riscos ao casal e também uma forma de manter seguros os profissionais que trabalham na área”.

Na decoração, os próprios móveis da casa podem ser reutilizados. Pedir um jantar especial e transmitir toda cerimônia por meio de vídeo chamada também são formas de humanizar e marcar inda mais o momento, garante o celebrante.

Link
Relacionadas »
Comentários »