11/03/2020 às 17h08min - Atualizada em 11/03/2020 às 17h08min

O que esperar do mercado de publicidade online em 2020?

O mercado publicitário é um dos que mais sente as mudanças e transformações digitais. No entanto, até o momento, a publicidade tradicional ainda movimenta um valor de dinheiro maior que o da publicidade online.
Isso está, entretanto, com os dias contados. Pelo menos é o que garante uma das maiores pesquisas do setor no últimos anos.

De acordo com a pesquisa feita pela Consultoria PwC em 53 países, o setor de publicidade tradicional movimenta hoje $332 bilhões de dólares pelo mundo.

A perspectiva é que esse valor se mantenha relativamente estável até 2023, quando movimentará mais ou menos $333 bilhões de dólares.

No entanto, o mercado de publicidade online deverá aumentar muito, especialmente em países mais periféricos, como é o caso do Brasil.

A perspectiva é que o orçamento da publicidade digital suba para $468 bilhões de dólares em 2023 e ultrapasse o valor da publicidade tradicional.

Aqui no Brasil, a pesquisa mostra que os dois mercados deverão se igualar em 2023. A publicidade tradicional, atualmente, movimenta $7 bilhões de dólares no país, enquanto a publicidade online movimenta $3 bilhões de dólares.

A perspectiva é que em 2023 os valores sejam de $8 bilhões e $6 bilhões respectivamente no nosso país.
Isso indica que o setor deverá acompanhar constantes crescimentos nesses anos, inclusive em 2020.

Por isso, deveremos ver um aumento de movimentação digital no país em 2020, incluindo com o fortalecimento de algumas técnicas que já vinham ganhando atenção.

O uso de influenciadores digitais é um exemplo. Depois de ganharem até mesmo participação em uma novela da Globo (além de um elenco de influencers no BBB 20), os influenciadores ganharão ainda mais importância no marketing digital.

Uma das mudanças no setor, entretanto, será o uso de influenciadores mais segmentados e de nicho. Não será necessário ter 300 mil, 400 mil ou 1 milhão de seguidores para começar a ser útil para as ações de marketing.

Um influenciador de 50 mil, mas com alto poder de engajamento em um nicho específico, já será uma arma poderosa para uma empresa.

Outra grande tendência do mercado de publicidade online de 2020 será o uso de inteligências artificiais em várias partes do setor.

A mais comum (e que os consumidores já começaram a ver em ação) é o uso de chatbots no atendimento ao público em sites ou redes sociais.

Essas ferramentas ajudam a organizar e atender dezenas ou centenas de clientes ao mesmo tempo, garantindo que as páginas continuarão a gerar leads mesmo em horários quando não há nenhum humano para atendê-los.

Isso faz com que essas tecnologias sejam especialmente úteis para pequenas empresas e profissionais liberais, que passarão a utilizá-las com maior frequência em 2020.

Outro uso das inteligências artificiais em 2020 está na otimização de ferramentas e campanhas online. Algoritmos ajudarão as agências de marketing digital a alcançarem maior eficiência em suas ações e campanhas, gerando mais negócios para os seus clientes.

Dentre as novidades do mercado, uma que ganhará muito destaque em 2020 é a busca virtual. Trata-se de um recurso usado especialmente em redes sociais majoritariamente visuais, como o Pinterest ou o Instagram.

Basicamente, a busca virtual significa poder fazer uma busca com base em um imagem. Portanto, se o usuário vê uma foto com uma influenciadora usando uma jaqueta jeans interessante.

Ele poderá tirar um print screen e pesquisar pela jaqueta usando a imagem. Os e-commerces, portanto, precisarão se adaptar a essa tecnologia para serem encontrados mais facilmente pelos seus clientes em potencial.

Aos poucos, as redes sociais começam a se adaptar para esse tipo de conteúdo e as empresas deverão customizar os seus produtos com tags e descrições que possam se aproveitar da busca visual adequadamente.

Outra mídia “nova” que deverá causar impacto no mercado de publicidade online é o áudio. Atualmente, começamos a ver uma popularização bem grande dos podcasts como ferramenta de informação e análise de qualidade.

Por isso, muitas empresas poderão se beneficiar do patrocínio ou criação de podcasts. Um exemplo são as empresas financeiras e corretoras de investimentos que já patrocinam dezenas de programas de áudio sobre dinheiro para ganhar novos clientes.

Um elemento imprevisível que terá impacto enorme no mercado, no entanto, é o coronavírus.
A epidemia global já chegou ao Brasil mas, ainda bem, só teve poucos casos confirmados.

No entanto, se aumentar o número de casos, é possível que tenha  o mesmo impacto no mercado que teve na China.

Por lá, as agências de marketing digital acumularam novos negócios por causa da demanda (mais pessoas em casa mexendo em computadores e smartphones) e por causa da baixa concorrência (agências tradicionais não conseguiram se reunir).

Uma empresa de marketing digital esperta, portanto, já deve começar a se adaptar ao cenário de trabalho a distância para poder suprir a possível demanda por mais conteúdo online caso o Brasil comece a sofrer com a situação como a China sofreu.
Link
Lucas Widmar Pelisari

Lucas Widmar Pelisari

Descobrindo o Marketing Digital, dicas de como aumentar tráfego orgânico e otimização no posicionamento de domínios perante motores de busca

Relacionadas »
Comentários »