28/02/2020 às 12h59min - Atualizada em 28/02/2020 às 12h59min

Dia 15 eu não vou

Patricia Penna



Seria cômico se não fosse preocupante o que estamos vivenciando no Brasil. Não me refiro apenas termos um presidente que ameaça a democracia constantemente mas uma parcela da população (não a maioria) que ficam ziguezagueando pra esquerda e pra direita se batendo entre eles constantemente. Digo isso porque tenho visto uma superficialidade política tão grande de pessoas que entraram recente na onda Bolsonaro não saber nem o programa de seu partido. Encabecei anos o PL do Design no Brasil e do nada vejo cair nas mãos do PSL que é contra regulamentação, insano!
Essa semana assisti uma entrevista da Bruna Surfistinha no Estadão, fiquei chocada, não por ela não saber nada de política, mas por fazerem isso com ela, colocar uma pessoa sem o mínimo de uma formação política para ser pre candidata e ainda que defende causas que não condizem com o programa do partido que escolheu.
O retrocesso está no ar, mas não só ele, também a cara de pau, a mal caretice e a banalidade política.

Sem contar nas causas ambientais que os negacionistas da ciência insistem em negar. Antes das eleições escutava os argumentos de quem iria votar no Bolsonaro, dizer: Ahhh ele não vai governar sozinho, vota nele que depois cobramos se não fizer nada, o importante é tirar o PT. Pois é, acredito que sobrepujaram e muito o que ele nunca negou, todas declarações dele do passado sempre deixaram claro pra mim o pouco comprometimento com a democracia, a falta de legitimar seus oponentes, encorajar a violência ou fazer que não viu. Só demonstra realmente a intenção de restringir liberdades.
É, em tempos de corona vírus eu diria que este ficou encubado por 28 anos na câmara dos deputados e encontrou um ambiente favorável pra proliferar! Dia 15 eu não vou! ATCHIN

Link
Patricia Penna

Patricia Penna

MUDE SEU JEITO DE MUDAR O MUNDO

Relacionadas »
Comentários »