26/03/2019 às 09h25min - Atualizada em 26/03/2019 às 09h25min

ABRIG e Sociedade Rural Brasileira promovem encontro com o ministro do meio ambiente Ricardo Salles

Renato Galvão
Renato Galvão
Na manhã de ontem (25), a ABRIG (Associação Brasileira de Relações Institucionais e Governamentais), em parceria com a Sociedade Rural Brasileira, promoveu o primeiro Abrig Debate de 2019, com a presença do ministro do meio ambiente do Brasil, Ricardo Salles.
 
O evento ocorreu no restaurante Figueira Rubaiyat em São Paulo, contando com a presença de autoridades, empresários e imprensa. 
 
Um dos destaques da apresentação de Ricardo Salles, foi a possível implantação de novas hidrelétricas na região da Amazônia, de acordo com aval do Ibama.
 
Outra questão muito falada no encontro, foi sobre o subdesenvolvimento do Brasil quando o assunto é saneamento. Salles, lembrou que em recente visita no litoral paulista, a situação é crítica nos manguezais. "Com 274 municípios litorâneos, é inaceitável que o turismo seja prejudicado por fatores como o lixo no mar", afirma o ministro.
 
A divisão entre o reciclável e o material orgânico também foi mencionado durante o encontro. Para o ministro é preciso implantar a coleta seletiva em todas as cidades do país, conforme a realidade e tamanho (consumo) de cada região. 
 
Destacando as questões das barragens no Brasil, após o desastre de Brumadinho (MG) e pós alerta emitido pela mineradora Vale, sobre o risco de rompimento na barragem de Barão de Cocais, também em Minas Gerais, Salles garantiu que o governo faz o possível em apoio aos órgãos estaduais que atuam no licenciamento das barragens, porém, trata-se de um fator histórico, oriundo de outros governos.
Link
Relacionadas »
Comentários »