13/02/2019 às 12h42min - Atualizada em 13/02/2019 às 12h42min

FEBRASGO detalha pesquisa sobre saúde sexual e reprodutiva

Renato Galvão
Renato Galvão
Durante almoço ontem (12), no Figueira Rubaiyat, em São Paulo, foi apresentado para a imprensa a Pesquisa FEBRASGO (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia) - Datafolha:  "Expectativa da mulher brasileira sobre sua vida sexual e reprodutiva: As relações dos ginecologistas e obstetras com suas pacientes", revelando que 20% das brasileiras não cuidam adequadamente da saúde sexual e reprodutiva. 
 
Foram entrevistadas 1089 mulheres de todo o Brasil, em 129 cidades, pertencentes a todas as classes econômicas, com idade inicial de 16 anos. A pesquisa ocorreu entre 05 e 12 de novembro de 2018 e detalhou que 6,5 milhões de mulheres não frequentam o ginecologista-obstetra (GO).
 
A pesquisa apontou que para cada 10 mulheres, oito consideram o especialista ginecologista-obstetra, fundamental para sua respectiva saúde, sendo a especialidade clínica mais procurada por elas. A região Sudeste, que compreende São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, é a principal entre mulheres que frequentam esta especialidade. 
Link
Relacionadas »
Comentários »