11/03/2016 às 13h17min - Atualizada em 11/03/2016 às 13h17min

Qual é seu pecado capital na hora de se comunicar?

IPOG
Karla Fernandes

Karla Fernandes é Publicitária e especialista em Marketing e Inteligência Competitiva pelo Instituto de Pós-Graduação e Graduação (IPOG), ipog.edu.br.

“Você não entendeu nada do que eu falei.”

“Está distorcendo a conversa...”

Já passou por isso alguma vez? 

A comunicação entre as pessoas está cada vez mais difícil, mesmo com os meios de comunicação tão acessíveis e modernos. Contraditório? Estou falando de diálogos mais claros. Se nos colocássemos no lugar do outro, talvez os relacionamentos seriam menos complicados. Fácil falar, não é? Mas como fazer a pessoa enxergar meu ponto de vista se ela é tão “cabeça dura” e pensa diferente de mim?

O problema está justamente aí. Existem “tipos” diferentes de pessoas. E tem um estudo para isso, sabia? Lembra dos 7 pecados capitais? Baseado nele, foi montado um estudo de psicologia chamado Eneagrama.
Basicamente, existem 9 tipos diferentes de pessoas. E cada tipo é guiado por uma emoção. Gula, Raiva, Inveja, Luxúria.... Uma pessoa do tipo 2 é movida pelo Orgulho, por exemplo. Sua melhor qualidade pode virar o seu pior defeito: ela gosta de se sentir querida pelos outros, importante para os amigos. Confiável, aceita, sempre convidada. Para isso, ela se esforça para agradar, ajuda, se preocupa... Mas não tendo isso em troca, o tipo 2 é uma pessoa muito rancorosa. Para lidar com esse tipo basta ser recíproco nas ações e demostrar que ela é uma pessoa querida, assim, você terá para sempre um aliado e parceiro.

Em momentos de stress, essa pessoa tipo 2 acaba se deixando levar pela emoção “Luxúria”, que é predominante no tipo 8 do círculo do Eneagrama.

Esse tipo 8 é o mais autêntico e autoritário do grupo. Onde chega sua presença é notada. Gosta de liderança e poder, e quando alguém não concorda com sua opinião, se sente desafiado. Com uma pessoa desse tipo, a melhor forma de se relacionar é demonstrar força e firmeza nas palavras, mas sem faltar com o respeito. Pessoas do tipo 8 não gostam de pessoas fracas.

Entendendo os 9 tipos, dá para perceber porque as pessoas se comportam de maneiras tão diferentes e isso ajuda a lidar melhor com cada tipo de pessoa. Ajuda também a fazer uma autoanálise, tendo consciência dos pontos de melhoria.

Quer saber qual é o seu tipo e tentar identificar o de outras pessoas? Tem um aplicativo chamado 9mind7 que mostra isso. A pessoa responde algumas perguntas e já dá para saber como é o estilo da pessoa. Mas, para aprimorar mais o estudo, vale a pena fazer um curso de Eneagrama.

Em uma comunicação devemos nos lembrar que o entendimento não depende só de nós, mas também do receptor. Saber qual discurso usar e o jeito de se posicionar, tendo a consciência de que você é diferente de cada pessoa, ajuda a transformar brigas e atritos em conversas amigáveis.

Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »