08/07/2015 às 10h39min - Atualizada em 08/07/2015 às 10h39min

Dani Pessôa

Atriz, Coreógrafa, Apresentadora e Jornalista

Thiago Santos

 Quem é o ser humano Dani Pessôa?

 Primeiramente é um grande prazer falar com o renomado veículo de imprensa Gazeta da Semana. O ser Dani, é uma pessoa simples, sensível, altamente grata, de fé inabalável que coloca Deus à frente de tudo. Ao mesmo tempo tenho em mim características pessoais como ser super determinada, disciplinada, guerreira e focada no que mais amo; meus trabalhos. Como sou natural do interior, precisamente Jaú/SP, busco manter minhas origens. Sou amante da natureza, e aprecio consumir belas obras no cotidiano;  entre elas, músicas, teatro e livros. É complicado ser sucinta quando olho ao meu interior e tento descrever-me pois; trago em mim diversidades assim como qualquer pessoa fora dos holofotes. Outro detalhe presente em mim, é que tento manter minha essência independente do ambiente que eu esteja.

 

 Dani?

 Um jeito carinhoso que muito me agrada ao ser chamada. Uma multi artista que busca levar ao seu público muita alegria mesclada a informações do segmento artístico cultural, seja interpretando como atriz, coreógrafa, apresentadora ou jornalista. Aprecio modelar as teorias, à linguagens práticas que o público massivo as absorva por completo.Que os mesmos, nutram-se culturalmente por ópticas diversas o trabalho de um artista, e entendam mais sobre minhas vivências em cenas e no backstage. Gosto de transmitir ao público, a felicidade de viver uma nova personagem e compartilhar os desafios propostos aos novos trabalhos que realizo. Ser artista é renovar-se constantemente e criar por olhares diversos infinitos elementos.

 

 Seu primeiro contato com à arte se deu aos três anos de idade? Recorda as emoções sentidas no todo daquele momento?

 Lembro-me como se fosse hoje a primeira vez que subi ao palco. Foi aos três anos de idade, no renomado teatro Elza Munerato em minha terra natal Jaú/SP. Nesse momento feliz e especial interpretei um fragmento textual; pois mesmo muito pequena tinha grande facilidade em memorizar e comunicar-me verbalmente e corporalmente. Naquele instante senti que o palco seria o meu lugar, as pessoas percebiam uma atmosfera de intimidade entre mim e o espaço cênico. Já na dança trilhei meus primeiros passos como autodidata e depois fui estudar para adquirir técnicas do ballet clássico, jazz e contemporâneo. Com o tempo adquiri meu próprio estilo de atuar, dançar e me comunicar. O curioso, é desde sempre brincava de ser artista, adorava criar meus próprios cenários que dariam vida às minhas cenas fictícias.

 

 Atriz, Coreógrafa, Bailarina, Modelo, Jornalista, Apresentadora, Diretora Artística. Como se sente ao ter construído tamanhas façanhas?

 Ao olhar para esses onze anos de carreira profissional, me orgulho muito dos frutos que estou colhendo, e me sinto realizada com a nova carreira de Apresentadora a qual almejava por anos. Construir uma carreira sólida, degrau por degrau e de forma íntegra é um dos motivos de agradecer à Deus por tudo e todas as oportunidades que tenho. Me alegro também em poder exercer meus trabalhos autorais, produções criadas e dirigidas por mim, vivenciar minhas próprias obras e compartilhá-las com as pessoas obtendo a aceitação do público é algo indescritível. Chegar a uma posição artística é difícil ; mas manter-se torna-se mais complicado ainda, é preciso muito foco, força de vontade e disposição para enfrentar o ato de criar e inovar diariamente ao seu público. O artista traz consigo sempre a característica da generosidade, de querer produzir o melhor  com o intuito de transmitir alegria aos expectadores.  

 

 Estrelar na TV foi o maior êxito até hoje por você conquistado?

 Acredito que estrelar na TV foi uma das maiores surpresas. Sempre apreciei mas não sabia se de fato chegaria a este seleto nível.  A vida toda me preparei através de muito estudo para ser uma artista com conteúdo, já que sempre respirei arte. Profissionalmente falando,  viver de arte era algo que eu sempre quis para minha vida, mas jamais imagina chegar no patamar que alcancei; pois meu objetivo maior sempre foi trabalhar com arte pelo fascínio que esse meio me proporciona e como realização pessoal e sentimental, nunca me apeguei em fama ou glamour, então em meu ponto de vista; fui além de minhas expectativas. Mas a maior alegria que tenho o privilégio de estar vivenciando é meu Programa Show&Art. Por este trabalho autoral, sou apaixonada e nele insiro minha essência e verdade;  obviamente com o propósito de informar e compartilhar conteúdos repletos de identidade criativa ao público leigo e aos amantes da arte e cultura. Após anos direcionados à fusão como artista e imprensa no segmento jornalismo cultural;  precisamente em meu canal comunicativo midiático Show&Art, uni forças e lancei meu programa em formato televisivo à um Webcanal.

 

 Atuou numa novela conhecida por abordar um tema muito forte?

 Falar desse entre tantos outros trabalhos é algo que me deixa grata e feliz. Acredito que pela temática, estejamos falando da novela Amor e Revolução, na qual tive a honra de participar em 2011. Foi a primeira novela de minha carreira, com temas complexos que exigiam constantemente muito estudo;  uma tarefa árdua porém necessária à vida de pessoas que escolhem para si trabalhar como ator. Mas nesse roteiro especificamente, o tempo de preparação foi exíguo, não tive a oportunidade de me aprofundar como gostaria, apenas rapidamente criei as gêneses das personagens de cada participação e superficialmente lia sobre os temas abordados cena a cena. Considero esse trabalho, um divisor de águas em minha carreira e o ponta pé inicial para as conquistas que tenho até hoje; pois na vida de um artista tudo ocorre devido a somatória de fatores e experiências. Falando em experiências vivenciadas com novelas, estar inserida nas obras Carrossel e Chiquititas ambos remake, foi algo benéfico à minha trajetória que só agregou positivamente tanto no lado pessoal como profissional, pois acredito que aprendemos com as personagens que interpretamos, e trabalhar com o público infantil e infanto-juvenil é incrível, identifico-me muito até porque ; um dos aspectos que caracterizam este estilo de trabalho, é o trazer à tona a pessoa do ator o resgate emocional. Estas emoções sentidas e transmitidas em cena, integram nosso cotidiano cinético, que visamos explorar em todos os sentimentos como ser humano. A cada trabalho existem muitos ganhos, incluindo a grande evolução na carreira e também algumas conquistas pessoais.

 

 Na minha infância assisti há uma novela que na versão mais recente você também atuou?

 Sim, me alegro em recordar dos remakes Carrossel e Chiquititas que nessas atuais versões receberam uma nova roupagem no contexto da realidade atual, claro que mantendo toda essência dos textos originais. Realizar estes trabalhos direcionados ao público infantil e infanto – juvenil foi uma responsabilidade grande, mas que com certeza deixou muitas lembranças positivas e momentos especiais. É gostoso trabalhar com aquilo que se ama, respirar arte e transparecer isso ao público independente de ser no formato vídeo ou palco; pois as releituras e o experimental digamos assim; são importantes à vida cênica. E o teatro é base de tudo. 

 

 No quesito novelas não parou por aí?

 De fato os trabalhos que me tornaram mais conhecida e com maior popularidade ao público massivo no exercício de atriz, foram algumas personagens nas obras Amor&Revolução, Carrossel e Chiquititas, atuei também por outras vitrines e formatos. Mas o que mantém minha imagem viva na mente do grande público que prestigia meus trabalhos televisivos, são os quadros interpretativos como dramatizações na grade de programação do SBT e Record; embora esporadicamente eu grave à outras emissoras; pois meu intuito é trabalhar e levar arte aos telespectadores vivenciando diversas personagens, e isso é o mais legal no ator; a cada dia você tem a opção de dar vida a um outro alguém fazendo uso da sua imagem, agregando uma técnica  super prática que adoro O Corpo Fala.  Aprecio seguir  ao texto por intermédio do improviso e isso só acrescenta ao ator, já que este estilo de gravação nada mais é que um ao vivo para TV, no qual as situações mais diversas tornam-se emocionantes. Nesse momento meu trabalho como coreógrafa e apresentadora na linha da comunicação auxilia-me muito no processo de criação, composição, espontaneidade e naturalismo exigidos aos profissionais da TV.

 

 Sua luta em prol da construção pessoal no campo da arte continua?

 Sempre! Respiro arte e esta é minha vida! Enquanto eu existir estarei apostando em meus trabalhos autorais paralelos aos trabalhos como atriz nas TVs a nível nacional. O que eu aprecio é criar e ser responsável pela direção artística de minhas obras. Como coreógrafa assino grandes trabalhos que me acompanham por anos , tal como o workshop que ministro intitulado  “A Importância do Corpo para a Voz”, no qual um dos focos é trabalhar como body coach e cênica, preparando profissionais que fazem uso de recursos vocais a cena; cantores, atores, bailarinos, baila-atores, radialistas. Já como comunicadora e Jornalista Cultural trabalho exaustivamente com o desafio de todos os dias criar novidades que atraiam olhares de novos Webleitores, mantendo-os sempre conectados a mim. Nesse caso, estou falando do meu Portal Show&Art  www.showeart.com.br, que recentemente ao completar oito anos de vida, foi brindado com um programa televisivo em um canal web. O programa também se chama Show&Art e a apresentação é minha, levo ao público quadros de minha autoria como Jornal Cult, Dani Entrevista composto por musical, Espaço Cult e Dança Comigo, tendo a liberdade de mostrar minhas vertentes profissionais. Em ambos veículos de imprensa, Portal à mídia escrita em linguagem revista eletrônica, interligado a expansão do conteúdo com o Programa na WebTV integram canais midiáticos com minha identidade visual. Me sinto orgulhosa nesses onze anos de carreira profissional, em poder conduzir meus trabalhos como artista e jornalista cultural sendo estes; coreógrafa, apresentadora e comunicadora em um formato autoral e independente. E estar em cena à grandes vitrines televisivas em nível nacional como atriz. Por essa óptica surgiu a nomenclatura multi artista direcionada a mim.

 

 Uma novidade premiou mais ainda sua carreira? Além de estrelar um documentário?

 Foram inúmeras as surpresas ocorridas em minha carreira, e graças à Deus elas não param.Na função de atriz experimentar a linguagem dos curtas-metragens foi uma delas. Meu caminho as artes cênicas, falando sobre a trajetória como atriz deu-se no teatro, depois documentários e publicidades, na TV foram as novelas e quadros e no cinema curta-metragem. O primeiro documentário é memorável; intitulado “A Voz da Imprensa” o mesmo pode retratar minhas vertentes como atriz e jornalista. Mas atualmente, ter concretizado meu projeto para a TV tem sido meu maior motivo de alegria; pois estruturar dois veículos de imprensa Portal e Programa na TV programando-os com conteúdos semelhantes e os direcionando de forma autoral , com o objetivo de aprimorá-los dia-a-dia é algo que muito me alegra, ver a concretização real do trabalho e poder compartilhar ideias e conceitos até então adquiridos e guardados comigo. Expressar-me a minha maneira, transmitir informações através da arte e entretenimento me felicita de um jeito indescritível.

 

 Também atua como modelo?

 Modelar foi uma oportunidade que aconteceu porém;  a exerço esporadicamente, não com foco de uma carreira centrada como a de atriz, coreógrafa, jornalista e apresentadora que são funções que amo e identifico-me. Modelar para mim é um hobby no qual me sinto lisonjeada em receber convites, e tenho em mente que essas oportunidades são o reflexo de meu trabalho à TV, e sendo trabalho digno paralelo à marcas idôneas de artistas e empresas, os realizo com maior carinho sempre que for possível conciliar com meus focos principais, a arte e a comunicação. Adoro ter contato com as pessoas, obter um feedback das personagens, portal e programa.Interagir, ser fotografada e fotografar  para mim são termômetros e também um grande combustível para prosseguir com os trabalhos.

 

 Se importa em expressar palavras que se tornem sinônimo de inspiração para o amigo leitor que também deseja viver em prol da arte? E também uma frase que seja capaz de descrever o que você sente por fazer algo que muito ama?

 Ser uma referência da cena artística e uma formadora de opinião do ponto de vista jornalístico cultural , resultando na comunicação artcult como costumo expressar-me, é uma responsabilidade muito grande porém resultado de um trabalho que agrada as pessoas, em maioria o público massivo o qual sou apaixonada em direcionar meus trabalhos. Trabalhar a linguagem técnica adaptando-as ao cotidiano cinético das pessoas e compartilhar vivências cênicas e culturais com nossos leitores, telespectadores e futuros colegas de trabalho, é uma grande honra e também um estímulo a novas conquistas. Assim como minha fala no Jornal Cult, atração criada por mim; costumo inspirar as pessoas da seguinte maneira : Se você ama a arte de atuar, mas ama ; pois gostar é pouco, e se você tem fé em Deus, acredita na força do seu trabalho e mantiver o foco abdicando de muitos momentos especiais da vida pessoal siga adiante, mas estude, dedique-se ao máximo já que informações e conhecimentos são sempre bem-vindos, e o ator quanto mais puder agregar em sua bagagem melhor para ele. Estude, leia seja de verdade um “rato de biblioteca”, faça aulas de dança de canto, aprenda a tocar um instrumento harmônico se possível for. Apreenda o máximo de coisas possíveis, mas de uma maneira que as faça eximiamente quando for candidatar-se a uma vaga, como por exemplo uma audição. Tenho a certeza que com muita garra, determinação, perseverança e com as lutas diárias da instabilidade que esta profissão nos traz, você vai chegar lá e ter em seu portfólio belíssimos trabalhos. Acredite no dom que Deus te presenteou, na força do seu trabalho e principalmente creia no seu potencial com aquela fé cênica. É preciso ter a capacidade de reinventar-se dia após dia. Todos nós somos capazes de produzir obras inimagináveis.

 Agora falando em fazer algo que amo muito que é o estar em cena e o contato com meu público, seja pessoalmente ou por intermédio da interatividade web, não usaria uma frase pois;  palavras prontas servem de estímulo a criar outros produtos, eu definiria esta entrevista como um estímulo ou inspiração a cada leitor  e diria o seguinte : Se meu trabalho ou estilo de ser te tocou, chegou até você de forma feliz, ou se conseguiu extrair de você um sorriso minha missão como artista foi cumprida, fico verdadeiramente feliz com isso. Para mim, tem maior valor um trabalho concluído com êxito do que os aplausos, eles são importantes mas devem ser conquistados. Definiria todas essas palavras com um único sentimento. Gratidão! De um modo geral nesta palavra está implícito o amor à arte, as pessoas de modo geral e o principal, a gratidão à Deus pela saúde, dom e oportunidades de viver da arte e crescer estando hoje num patamar legal, possível de qualquer profissional chegar e ir até mais adiante.  Agradecer por cada dia de trabalho, e por cada job já realizado e que futuramente se concretizará. Em minha óptica, as ideias devem vir de dentro.  Acima de tudo agradecer e amar em todos os momentos! Está aí um pouco da minha essência e verdade.

 

 Para finalizar nos fale dos seus projetos atuais e futuro!

 Gostaria de agradecer a oportunidade que este veículo artístico está me proporcionando. Trazer à cena do público meu amor maior, a arte da forma que conduzo e a meu modo de expressar-me é um grande presente! Obrigada principalmente à você leitor, pelo acesso e prestígio. Ao consumir arte habitualmente você enriquece culturalmente, e esta é de extrema importância pois é a única que carrega consigo por toda vida.  Meu atual projeto é prosseguir por muitos anos com o Programa Show&Art paralelo ao Portal , sempre visando nosso crescimento emocional e intelectual conquistando diariamente a atenção dos antigos e novos Webleitores e telespectadores. Apresentar e comunicar-me artisticamente e jornalisticamente tem sido uma fantástica descoberta e quero aprimorar esse potencial a cada dia; pois através de meu programa um trabalho autoral e independente, posso transmitir ao público um pouco mais dos meus jobs como atriz, coreógrafa e jornalista disseminando arte e cultura. E realizar esse formato idealizado por mim, expressando meu estilo de conduzir informações traz uma imensa satisfação ao meu eu artístico e a Dani Pessôa como pessoa. Conto sempre com o carinho de sua audiência ao Programa Show&Art e seu acesso no Portal Show&Art www.showeart.com.br, por lá  você encontra em cada categoria todo material produzido com muito amor e um pouco mais dos trabalhos à nível nacional e quem sou, como sou. Espero que nutram-se de arte e que meus trabalhos inspirem seu dia!

 Portal e Programa Show&Art .:

www.showeart.com.br

 FanPage Show&Art por Dani Pessôa .:

www.facebook.com/showeart

 Instagram .:

https://instagram.com/danipessoa_showeart/

 Canal Oficial do Youtube .:

www.youtube.com/artelencoproducoes

 Imprensa .:

http://showeart.com.br/categorias/imprensa

 

 

 

Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »