02/07/2015 às 14h21min - Atualizada em 02/07/2015 às 14h21min

Murilo Rodrigues

Cantor

Thiago Santos

 Thiago Santos: Quem é o ser humano Murilo Rodrigues?

 Murilo Rodrigues: Falar de mim é fácil ou difícil...(risos). É fácil sim, sou uma eterna criança, tenho alma de criança que chora quando está triste, ri quando alegre e também um palhaço ao mesmo tempo.

 Acho legal ser assim e bom se muitos fossem, porque vivemos uma ilusão rápida demais, perdi as contas das frustrações que já tive, mas faço disso minha escada,  sou mais ou menos isso.

 

 Murilo?

 Um apaixonado pela música. Cantar para mim é algo lindo que acontece, muito natural, um dom de Deus que vem me completar.

 Quando canto, me renovo por saber que fiz muita gente feliz, acho que todo artista deve ser um instrumento que leva às pessoas paz, amor, alegria e bem estar.

 Cada composição minha é como se fosse um filho, é assim que as trato. O estúdio me ensinou muitas coisas, mas minha maior escola é o palco onde aprendo toda hora, a cada apresentação.

 Sou feliz em dizer que sou um cantor simples, canto coisas simples que o povo entende. Minhas músicas falam de amor, então se tem amor, tem tudo, não falta nada, assim acho e penso.

 

 Sua carreira teve inicio aos oito anos de idade?

 Na verdade acho que já nasci cantando, sempre alegre, morava na roça e não tinha acesso a TV na época, mas tinha um toca disco que salvava a lavoura e o rádio à pilha.

 Mas a paixão pela música se tornou mais evidente quando aos meus 8 anos vi meu avô tocar uma flauta de bambu, que ele mesmo fez, mas não aprendi a tocá-la.

 

 Em seguida foi despertado em você o amor pela arte do canto. Qual foi a primeira musica que você aprendeu cantar? ( Um trecho dela, por favor)

 A primeira música que aprendi  foi “O Menino da Canoa”, do saudoso Barrerito, veja um pequeno trecho dela:

 

"Em uma cidade do interior,

Morava um casal com grande alegria.

Depois de um ano que eram casados,

Um lindo filhinho em seu lar nascia

Todas as noites aquela criança

Chorando tanto, seu pai não dormia

Em um certo dia ao amanhecer,

Aquele homem tentou fazer

Com seu próprio filho, uma covardia"

 

 E num determinado dia a musica lhe convidou novamente para seguir o viver ao lado dela?

 Um dia fui acompanhar uma Folia de Reis na roça, festividade que acontece até hoje. Novamente a música aflorou na minha mente e comecei a cantar de novo, pois via ali uma oportunidade de melhorar de vida. Tinha um mestre folião chamado Quinca Davi. Começamos com tudo improvisado, uma caixa de som amplificada, violão e bateria. O violão me lembro que agente usava cristal para o som sair como se fosse elétrico.

 Foi mágico, uma mistura de emoção que eu ainda não entendia, mas para que entender? É o amor de fazer sempre, de  dar  o seu melhor.

 

 O quanto lhe foi preciosa a primeira apresentação?

 Minha primeira apresentação foi na comunidade de Água Santa de Minas, no bar do Neis.

 Quando vi que tinha no bar um monte de gente para me ver e ouvir a minha música fiquei feliz, e deu tudo certo graças a Deus.

 

 E uma nova amizade lhe proporcionou ótimos momentos?

 De vez em quando um ou outro cantor me davam canja para cantar em algum show deles Foi ai que conheci o Darcy, Darcyzinho e começamos a tocar nos Bailões da região,  e gravamos um CD na época.

 Ali minha vida já mudou, porque comecei a aprender os primeiros acordes no violão. Agradeço a Deus por ter colocado o Darcyzinho e a família dele em minha vida.

 

 E aos vinte e um anos de idade todo seu esforço foi premiado?

 Com certeza, porque ali era e foi um grande marco em minha carreira, cantando nos bailões e nos palcos fiquei bastante conhecido na região, foi uma fase boa.

 E aos 21 anos mais ou menos gravei um CD ao vivo na Cidade de Porciúncula - RJ.

 

 O ano de 2011 também lhe proporcionou ótimos momentos?

 Em 2011 um amigo Locutor de Rádio estava fazendo alguns eventos na região e me convidou para fazer um Show Cover de Eduardo Costa e eu com voz aguda topei e acabei participando de três eventos.

 Isso me abriu portas e comecei a cantar em exposições na região, abrindo e fechando shows para grandes nomes da música Brasileira, mas sempre Compondo e cantando e não tinha a oportunidade de gravar.

 

 No ano de 2013 você tomou um decisão?

 Sim, em 2013 parti para uma produção independente do meu primeiro CD, feito com todo carinho para admiradores e amigos.

 Graças a Deus já está sendo uma forte realidade nas Rádios do interior, não só no interior, mas no país inteiro. Em muitos lugares minha música já é ouvida.

 

 E a nova fase como produtor independente também cooperou em prol do seu sonho?

 Muito e como cooperou! Gravar é o grande sonho que o artista tem e é a forma de levar as pessoas sua arte. É também um marco muito importante para o artista e acredito que para os ouvintes também.

 Meu primeiro trabalho tem 12 composições próprias, que representa minha melhor forma de experiência musical, com o lançamento do clipe da minha música de trabalho "Tudo Errado".

 

 Se importa em expressar palavras que se tornem sinônimo de inspiração para o amigo leitor que também deseja viver em prol da arte? E também uma frase que seja capaz de descrever o que você sente por fazer algo que muito ama?

 Uma palavra de inspiração "SONHAR". Nunca deixar de sonhar. Sinto-me um privilegiado por Deus em fazer o que amo.

 

 Para finalizar nos fale dos seus projetos atuais e futuro!

 Meu projeto no momento é divulgar o quanto mais o meu CD por que são 12 músicas inéditas e estão todas lindas e tentar fazer com que chegue ao  maior publico possível  e  no futuro em 2016 ter música nova de trabalho e quem sabe logo o tão sonhado DVD.

 Obrigado. E desde já convido à todos para que possam ver mais do meu trabalho através:

Facebook:

https://www.facebook.com/murilo.rodrigues.77964?fref=ts

Youtube:

https://www.youtube.com/watch?v=7k_Mab2tf0k

Instagram:

@murilorodrigues77964

PalcomP3:

http://palcomp3.com/murilorodrigues/

 

 

 

Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »