27/06/2015 às 15h05min - Atualizada em 27/06/2015 às 15h05min

Talita Lima

Atriz, Repórter, Bailarina, Personal Stylist

Thiago Santos

 Quem é a Talita?

 Talita significa "menina", "moça". De fato, a Talita é uma Menina/ Moça, que acaba de  transitar para sua fase Mulher. Carismática, Verdadeira, Intensa, Batalhadora, Humilde e Honesta. Uma pessoa que sempre está disposta a ajudar, que se entrega de corpo e alma a tudo que faz e que entende que a vida vai muito mais além desse mundo e que os pilares mais importantes para se evoluir espiritualmente e ser merecedor de bênçãos são Fé, Caridade e Amor.

 

 O amor pela arte já lhe era percebível na fase da infância?

 Quando eu era criança, sempre dei sinais de que optaria pela carreira artística ou moda. Gostava muito de brincar como modelo com as roupas e sapatos da minha mãe, fazia toda a produção desde o figurino, até cabelo e maquiagem. Sempre fui muito vaidosa e amava dançar, fiz ballet clássico e jazz por muitos anos da minha vida. Nas festinhas da escola eu estava sempre envolvida em apresentações de dança e teatro.

 

 

 

 

 

 

 No período da escola, no Ensino Fundamental, existem  momentos que marcaram a sua vida?

 Lembro que, na primeira série, quando estudei no Colégio Adventista, as aulas de canto e música estavam dentre as que eu mais gostava e fui eleita pela turma a maestrina do coral. Depois me mudei de colégio e fui estudar no SAA, onde fiquei até a oitava série e, no mesmo ano em que ingressei no colégio, recordo que a Tia Carla, minha professora na época, indicou minha redação como a melhor da sala para concorrer no Concurso Literário, eu não sabia e, para minha surpresa, fui contemplada como a melhor autora dentre as segundas séries. Me lembro também que em uma das Feiras de Ciências levei uma cobra Pitón para atrair movimento de visitação no Stand e, consequentemente, obter nota alta. Dito e feito, foi a atração da Feira.

 

 E na fase do Ensino Médio, na adolescência, quais momentos importantes foram vividos por você?

 Na época do Ensino Médio, prestei vestibulinho para estudar na Escola Técnica Albert Einstein do Centro Paula Souza e, no primeiro ano, me senti muito desinteressada, pois o ensino era inferior ao do colégio particular. Então, comecei a me interessar por eventos culturais do colégio e integrei o Grêmio Estudantil como representante de eventos. Organizávamos festivais de música, festas, campeonatos etc. Eu sempre fui muito expansiva e me destacava no colégio por conta dessa facilidade em comunicação.

 Me lembro que nós tínhamos aula de Inglês com a Professora Zago (que infelizmente já faleceu) e ela tinha umas ideias muito legais e uma vez sugeriu que fizéssemos a reprodução de cenas um filme em Inglês em forma de adaptação teatral e meu grupo optou por Moulin Rouge, em que eu interpretava a Satine. Depois dessa experiência, fiz um teatro bem primário para a matéria de Biologia em que eu interpretava a Eva.

 Por fim, com as minhas ideias malucas, para a matéria de Química, desenvolvi um modelo de vestido confeccionado com jornais em dobraduras, que foi um sucesso no desfile que falava sobre materiais recicláveis e o processo de decomposição desses materiais na natureza.

 

 Qual a sua formação acadêmica?

 Sou formada Tecnóloga em Hotelaria pela ETE Albert Einstein,  Bacharel em Turismo e Pós Graduada em Comunicação Empresarial e Institucional, ambos pela Universidade Paulista (UNIP).

 

 Como ingressou na área artística?

 Após me demitir de uma carreira estável de 6 anos em um dos maiores bancos do Brasil devido à fusão, decidi me aventurar em uma franquia de venda de seguros e viagens on-line, mas não deu certo. As coisas apertaram financeiramente, não consegui me recolocar no mercado de trabalho tradicional e comecei a fazer uns bicos como modelo.

 

 

 

Foto: Mila Nagaoka

 

 

 Como seu primeiro trabalho influenciou para o seguimento de sua carreira?

 Vi uns anúncios no Facebook para fazer linha de frente em programas de auditório nas grandes emissoras de TV Aberta e fui para ver como era. Quando entrei num estúdio meu coração disparou e eu pensei comigo "É isso que eu quero para a minha vida". Me apaixonei pelo mundo da televisão!

 

 

 

Imagem de Internet

 

 

 Na fase adulta engajou de forma total e com dedicação quanto à arte de atuar e foi atrás de conhecimento para exercer esta nova atividade. Quais foram os cursos que participou?

 Fui atrás de cursos para me desenvolver como atriz e ingressei na Cia Clássica Vanguarda (CiaClaVan) para adquirir noções de Interpretação para Teatro e Vídeo. Quem me recebeu neste grupo foi o diretor Edson Araújo Lima e digo que ele foi um marco para mim, pois através dele entendi o que é ser artista de alma, retornei aos palcos e adquiri conhecimentos para ter aprovações em testes de vídeo.

 Depois dele, cursei Teatro sob direção de Sebastião Apolônio no Teatro Bibi Ferreira, passei pelo Estúdio de Treinamento Artístico (ETA). Após os cursos de Teatro, voltei minhas atenções para Televisão e Cinema, e cursei Escola de Atores Wolf Maya, Stúdio Fátima Toledo, Sagarana Produções, Oficina de Artes Rosina Pagan, dentre outros cursos. Como fui bailarina por muitos anos e notei que o mercado de Teatro Musical no Brasil estava aquecido, decidi voltar a dançar e cursei Teatro Musical na Applauzo Produções, sob direção do Dan Rosseto, que tem se destacado no mercado pela sua qualidade em produções musicais, como Lisbela e O Prisioneiro.

 Hoje posso dizer com muito orgulho que sou atriz de teatro, televisão e cinema.

 

 

 

Foto: Marcelo Alcântara

 

 

 No teatro, quais foram as montagens que participou até o momento e que fizeram diferencial na sua carreira?

 Já participei de mais de 10 montagens entre profissionais e amadoras e, dentre as profissionais, as montagens que mais me marcaram com aprendizado e experiências intensos foram A Turma do Chaves Brasil - Direção Mileine Aliaga (Teatro Juca Chaves) que foi minha primeira montagem profissional; As Princesas do Castelo Encantado - Direção Sebastião Apolônio (Teatro Bibi Ferreira) que foi meu primeiro infantil de Conto de Fadas; República das Calcinhas - Direção e Texto James Akel (Teatro Maria Della Costa) que foi minha primeira Comédia; Para Todo Sempre - Direção Lucas Cavalaro (Teatro Brigadeiro) que foi meu primeiro Musical Infantil; A Princesa Sofia - Direção Alexandre Biondi (Teatro Ressureição) que foi a primeira montagem em que eu me revezava em vários personagens e, recentemente, (Amor) Não Morre - Direção e Texto Genes Holder (Teatro Paiol) que foi minha primeira Tragicomédia.

 

 

 

Personagens Chiquinha (Turma do Chaves Brasil - 2013), Branca de Neve (As Princesas do Castelo Encantado - 2013) E Rainha Má (Para Todo Sempre - 2014)

 

 

 Como é a sua relação com o palco e com o público?

 Confesso que sempre amei estar em cena! Sempre que subo no palco, sinto um friozinho na barriga e me entrego de corpo e alma às energias para dar vida ao personagem ao qual me propus a interpretar. A grande sacada é o artista saber gozar daquele momento como se fosse o último.

 Com relação ao público, minha afinidade é enorme! Eu me sinto realizada com a troca que proponho a eles e faço questão de cumprimentar sempre um a um ao final das minhas apresentações, pois sem eles meu trabalho nada seria.

 

 

 

Personagem Jucicleide (República das Calcinhas no Teatro Maria Della Costa - 2014)

 

 

 Nesse ano você fez seu primeiro trabalho no cinema. De que forma essa experiência tocou o todo de seu coração amante da arte?

 Essa história foi bastante inusitada, o Dimas de Oliveira Jr. estava com este projeto de curta-metragem pronto há algum tempo mas não havia encontrado uma atriz para colocá-lo em prática. Fui a um workshop na Oficina de Artes Rosina Pagan e ele bateu o olho em mim, ficou impressionado com a nossa semelhança física, fez um registro de imagem e já sabia que eu seria a "sua" Celly. Foi coisa do Universo a meu favor. Tive a honra de protagonizar o Projeto Memórias: Grandes Artistas, Novos Talentos - Celly Campello e Tony Campello Os Brotos Legais ao lado do Ator Ivo Gandra, que interpretou o Tony, e também fiz uma Participação como Celly no Longa Metragem Dora, ambos produzidos pela Oficina de Artes Rosina Pagan.

 

 

 

Talita Lima como Celly Campelo

 

 

 Já atuou no campo da publicidade?

 Sim, já atuei em comerciais para marcas como Correios, Kibon, Óticas Diniz, Escola Panamericana de Arte e Design, entre outras.

 

 E na televisão? Quais foram seus principais trabalhos?

 Posso citar diversas participações como Atriz e Modelo em programas da Record como Hoje Em Dia, The Love School, Programa da Tarde, Programa do Gugu; no SBT como Programa da Eliana, Programa do Ratinho e Domingo Legal; Te Peguei na RedeTV! ; e Agora É Tarde na Band; Novela Verdades Secretas na Rede Globo e #PartiuShopping no Multishow.

 

 

 

Gravação da Chamada do Programa do Rafinha Bastos

 

 

 Qual a sua relação com a moda?

 Sou formada Personal Stylist pela Escola Panamericana de Arte e Design e também trabalho dando Consultorias Pessoais e Dicas de Moda em programas de TV, além de ser colunista do site da Jacqueline Meirelles, o 5.0 (www.cincopontozero.com).

 

 

 

Foto: Marcelo Alcântara

 

 

 Com base em suas experiências no campo artístico quais palavras diria para aquele que também deseja viver em prol da arte?

 Para os amantes da Arte, o que posso dizer é que o amor pela profissão tem que exalar a todo instante. Somente este amor faz superar todas as dificuldades e absurdos que passarão diante de nós. Determinação, foco, humildade, carisma e muita força de vontade, acho que esta é a receita para fazer dar certo! Além de, obviamente, investimentos constantes em cursos de interpretação, dança, canto etc.

 

 

 

 

 

 Nos fale dos seus projetos atuais e futuro!

 Está no ar pelo canal Multishow o programa #PartiuShopping, com Tom Cavalcante, Nany People, Camilla Camargo, Danielle Winits, Monique Alfradique, Léo Castro e Alex Gruli. Neste trabalho, integro o elenco de apoio com a Personagem Sandra Maria, uma vendedora da loja de roupas do shopping que cuida do quiosque MultiTrekos da Isabellen (Camilla Camargo) sempre que ela precisa se ausentar. Com direção de Otávio Martins e Rogério Farah, posso dizer que foram três meses e meio gravando duas vezes por semana e saio dessa experiência renovada e pronta pra outra!

 Além disso, no cinema, aguardo para participar do Longa Metragem Ambição e Paixão, com direção Dayse Lyns e Chris D’ Mato (projeto em pré-produção) e do longa Quero Dizer-Te Adeus, com direção de Dimas de Oliveira Jr. (também em pré-produção).

 No teatro convencional, continuarei com o trabalho que tenho desenvolvido com a Tragicomédia "Amor Não Morre", texto e direção de Genes Holder, e no Teatro Musical, fui convidada a fazer uma participação na Montagem Fosse, da Applauzo Produções, com direção de Dan Rosseto.

 

 

 

Foto na festa de encerramento das gravações de #PartiuShopping

 

 Meus Contatos:

 E-mail:

contato@talitalimaoficial.com

 Facebook:

  /TalitaLimaOficial

 Instagram: 

Talitalimastylist

 Canal no Youtube: 

https://www.youtube.com/user/TalitaLimaAtriz 

 Site: 

www.talitalimaoficial.com

 Blog de Moda:

www.talitalimastylist.com

 

 

Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »