18/05/2015 às 12h43min - Atualizada em 18/05/2015 às 12h43min

Kadu Moliterno é surpreendido pela família em entrevista que homenageia seus 45 anos de carreira

Sabrinna Zanini/ Assessora de Imprensa do ator Kadu Moliterno.
Kadu Moliterno e a Namorada Cristianne Rodriguez/ Foto: Divulgação

Kadu Moliterno é homenageado em entrevista que faz uma retrospectiva da sua carreira e é surpreendido com depoimentos de amor e admiração dos filhos e da ex-mulher Ingrid Saldanha, o que o levou às lágrimas. 

Em "Alto Astral", Kadu  apresenta a nova namorada Cristianne Rodrigues, "atleta campeã Wellness Master IFBB Rio". E nada mais comum, já que kadu é apaixonado por esportes. 

 

 

"Tive muita sorte de ter encontrado a Cristianne nesse momento da minha vida, uma pessoa que me enche de amor e alegria, além de compartilhar o mesmo estilo de vida".

(Kadu Moliterno)

 

 

1- De onde surgiu sua paixão pelo esporte?

 

Tive a sorte de nascer filho de um esportista, Sr. Savério Moliterno que  foi um professor e técnico de Tênis, e comecei a praticar esportes desde que dei os primeiros passos, fui campeão e recordista de natação infanto juvenil, pratiquei ginástica olímpica, e me apresentava pelo pais a partir dos 7 anos, fui campeão paulista de handebol juvenil, e vice campeão brasileiro de tênis infantil pelo "Tênis clube Paulista". Pouquíssimas pessoas sabem que nasci em São Paulo (capital) porque tenho esse espirito carioca, pois estou vivendo no Rio há mais de 35 anos.

 

2- Qual a sua rotina de esportes hoje em dia?

 

Minha rotina de esportes não mudou, o surf passou a fazer parte da minha vida, me apaixonei por esse esporte, e tive a sorte e o prazer de pegar onda no Hawaii durante mais de 25 anos seguidos. Todas essas histórias da minha infância e carreira você encontra no meu livro"Reviva com Kadu Moliterno". 

Acordo às 5:30 hs, todos os dias e dependendo das condições do mar pego minhas ondas, pra depois ir a academia me exercitar, tenho uma alimentação equilibrada, sob a orientação ortomolecular da Dra. Jaqueline Renaut. 

Gosto de jogar meu futebol com os amigos e mantenho meu tênis em dia, além de pedalar na linda orla carioca.

A vida passa muito depressa, e fico feliz de ter passado esse exemplo aos meu 3 filhos, e a muita gente que acompanha a minha vida.

 

 

3- O que você achou da sua participação na novela "Alto Astral"? Como é interpretar ao lado de amigos e atores fantásticos como Elizabeth Savalla e Leopoldo Pacheco?

 

Gostei muito de participar de uma novela de sucesso como "Alto Astral", a melhor audiência entre as últimas novelas das 19 hs, e chegou ate a ter um ibope maior que o Jornal Nacional. Contracenas com Elizabeth Savalla e Leopoldo Pacheco foi um grande prazer, a direção de Jorge Fernando é impecável, e toda a equipe sempre em "alto astral", me impressionou bastante e me deixou muito feliz, com vontade de continuar.

 

 

4- A morte de Pedro Romantini, seu personagem na novela, já era esperada? Você consegue comparar com algum outro personagem já vivido em sua carreira?

 

Não era esperada a morte do meu personagem, pois a entrada dele na trama foi cercada de mistério, e com o desenrolar da trama pude perceber que seu fim seria trágico. Esse personagem teve o mesmo fim de Gustavo em "Pátria Minha", onde fiz meu 1º vilão que morre também num acidente, nos braços de sua mãe personagem interpretado por Eva Wilma, cena que pela emoção ficou pra história da TV brasileira.  

 

 

5- No acidente que deu fim a "vida" do personagem de Pedro Romantini você precisou de dublê? 

 

Na verdade o duble dirigiu o carro em uma seqüência em que não precisava do ator, pois não aparecia.

 

 

6- O Seriado "Armação Ilimitada" é o inesquecível sucesso da sua carreira. Como você administra essa comparação do Kadu Moliterno com o Juba até hoje? Sente muita saudade? 

 

Sinto orgulho de ter sido um dos responsáveis por esse projeto que marcou gerações, e faz sucesso até hoje. Mesmo tendo se passado 30 anos, ainda sou chamado de Juba, e isso é muito gratificante.

Juba e Lula foram e sempre serão os verdadeiros heróis brasileiros, "pela aventura, pelo perigo, pelas barras em geral. "Juba e Lula hooo!",esse era o grito desses heróis que ecoa até os dias de hoje.

 

 

7- Você tem algum trabalho a ser realizado com André De Biase, seu amigo e parceiro (Lula) do Seriado Armação Ilimitada?

 

Temos um projeto para cinema, com roteiro já aprovado, onde dois amigos se encontram depois de 30 anos para viverem "A Ultima Aventura", que está em fase de captação.

 

 

8- Quais os atores e diretores que você trabalhou que marcaram a sua carreira?

 

Posso dizer que ja trabalhei com todos os mais importantes diretores da  TV brasileira como Walter Avancini, Herval Rossano, Dionízio de Azevedo, Carlos Manga, Silvio de Abreu, Guel Arraes, Paulo Ubiratan, Denis Carvalho, Wolf Maia, Roberto Talma, Jorge Fernando, Luiz Fernando Carvalho, Ricardo Washington, Rogério Gomes, e agora com os mais novos que estão começando a dirigir as novelas na TV Globo.

 

Dos atores que já contracenei posso citar:

 

Na tv: Fernanda Montenegro, Laura Cardoso, Aracy Balabanian, Betty Faria, Maria Della Costa, Fernando Baleroni, Glória Pires, Eva Wilma, Tony Ramos, Tarcísio Meira, Francisco Cuoco, Jardel Filho, Raul Cortez, José Lewgoy, Claudio Correia e Castro, Antonio Fagundes, Francisco Milani, Stênio Garcia, Chico Anizio, Renato Aragão, Jô Soares, Daniel Filho, Evandro Mesquita, Andre De Biase.

 

No teatro: Jaime Barcelos, Ney Latorraca, Maria Della Costa, Márcia Real, Herson Capri, Nuno Leal Maia, Regina Duarte, José Wilker, Geraldo Del Rey, Gianfrancesco Guarnieri, Ivan Candido e Antonio Fregolente.

 

Além te ter vivido a "Era Bonifácio de Oliveira Sobrinho", que fazia os sonhos se realizarem, foi da sala dele que eu e o Biase, saímos rumo ao Hawaii pra gravar novela, e mais tarde o seriado "Armação". 

 

 

9- Quais os personagens que mais te marcaram nesses 45 anos de carreira?

 

Foram muitos importantes, mas posso destacar  O Príncipe e o Mendigo, que foram os dois protagonistas de minha 2ª novela da carreira em 1970, Bruno em Água Viva, "Jose Eleotério - o filho do diabo" na novela "Paraíso" de Benedito Ruy Barbosa, Padre Jose Maria em Memorial de Maria Moura, Rodrigo em Anjo mau, Juba no seriado Armação Ilimitada, professor Inácio Avelar em "Anos rebeldes" de Gilberto braga com direção de Denis Carvalho, entre outros importantes que não me lembro agora.

 

 

10- Se você tivesse que agradecer por tudo de bom que passou nesses 45 anos de carreira, quais pessoas não deixaria de citar? 

 

Muito difícil essa pergunta, mas posso dizer à todos os diretores citados acima, além de Dionísio de Azevedo que me deu a 1ª oportunidade na carreira em "As pupilas do Sr. Reitor" onde interpretei "Pedro" menino. Quem fazia o personagem adulto era Fúlvio Stefanini. E no teatro tive a honra e a sorte de ser dirigido por Flávio Rangel, e Antunes Filho, dois dos maiores diretores do teatro brasileiro.

 

 

11- Como é ter sido o primeiro apresentador do Rock in Rio em 1985? Qual a homenagem que você gostaria de prestar ao evento que nesse ano faz 30 anos?

 

Foi a maior experiência como apresentador de minha carreira, abrir um festival dessa importância para mais de 100 mil pessoas é mais um orgulho que guardo para sempre! Roberto Medina é sem duvida o maior empreendedor de sucesso brasileiro, e foi ele quem me escolheu para apresentar o primeiro Rock in Rio, sem nenhum texto de apresentação, quando procurei o que eu tinha de falar, ele disse: " Você é o nosso apresentador Kadu, vai lá e apresenta! "Depois do frio na barriga subi ao palco e fiz uma homenagem a grande cantora que havia falecido naquela semana Eliz Regina, e tudo saiu bem. Gravei nesse ano uma entrevista junto ao "Multishow", onde prestei uma homenagem aos 30 anos desse evento maravilhoso.

 

12- A peça Corra que a minha ex-mulher vem aí! Com os divorciados, continuará percorrendo o Brasil? Quais seus projetos para o futuro? 

 

A peça volta a viajar pelo Brasil, vamos a Salvador, Natal, Maceió, Goiânia, interior de SP, como São Roque, Salto, Itu, Sorocaba e muitas outras cidades brasileiras.

Estou desenvolvendo um projeto junto a minha filha Lanai, da gravação de um CD com suas composições, e preparando pra ano que vem um show da "Familia Moliterno", onde eu e meus 3 filhos vamos estar nos apresentando no RJ, Kauai com 22 anos, Lanai (21) e Kenui (18). 

 

 

 

Depoimentos da família Moliterno 

 

 

Sempre um pai maravilhoso... Exemplo de humildade, caráter, carinho puro com esses filhos... Coisas de emocionar a quem está ao redor...tenho uma grande admiração por todo amor que ele sempre dedicou a nossa família... Não existe nada que o faça mais feliz que é poder fazer a família feliz...Sinto que ele é como um super- homem que faz o impossível só para ver o sorriso dos filhos... É um dever para ele... É o que move a razão da vida dele...e que mesmo com todas as dificuldades da carreira e da economia... E dos filhos estudando no exterior... Jamais deixou a mim e as crianças em dificuldades, se sacrificando a si mesmo para proporcionar um futuro melhor para a família... Um verdadeiro guerreiro que mesmo nas dificuldades se manteve erguido em prol da união e felicidade da família! Tenho muito orgulho de te-lo escolhido como pai de meus filhos, não poderia ter escolhido pai melhor nesse mundo!!! O Kadu merece toda a felicidade desse mundo!!! Ele é um exemplo de família, perseverança e honestidade...e de uma coisa eu e as crianças temos certeza... Onde quer que estejamos,  estaremos sempre prontos para apoiá-lo e retribuir todo amor que ele tem nos dedicado!!!

Ingrid Saldanha (ex- mulher) 
 

 

Meu melhor amigo, meu ídolo, minha inspiração. Pai, obrigado por todos os momentos maravilhosos que você proporcionou na minha vida. Obrigado por todo carinho e o amor que você tem por nós. Mesmo longe, você consegue fazer com que eu te sinta bem perto de mim, e mesmo nos momentos mais difíceis, a sua presença me traz um conforto inexplicável. Pai, obrigado por tudo, pois eu não sei nem como te agradecer por tudo que fez e ainda faz por nós. Eu sei que temos muitas aventuras ainda por vir e quero que você saiba que sempre vou estar aqui por você!  Do fundo do meu coração, eu te amo e estou morrendo de saudades. Beijão.

Kauai Moliterno (22)

 

 

Meu pai sempre foi o meu melhor amigo. Me apoiou e me ajudou em todos obstáculos da minha vida. Me mostrou que tudo na vida tem um motivo, mesmo que seja algo ruim aprenderemos algo útil no final. Sempre me disse em momentos de socorro que tudo passa, e passou mesmo. Nunca disse não pra nada e também nunca deixou me faltar nada. Eu seria menos que nada, sem esse homem na minha vida. Meu ídolo, meu herói em todas situações, e o melhor pai que alguém poderia ter. E como sempre me falou "o mais importante é a família, a saúde, e a felicidade. Sorria pois chorar nunca adianta nada".

Lanai Moliterno (21)

 

 

O meu pai sempre foi o meu herói. Eu vejo ele mais como um irmão maior, sempre fazendo piada, com muita disposição pra tudo e cuidando sempre da sua saúde e da nossa também. Eu me impressiono com quanta energia o meu pai tem, sempre cozinhando, surfando, indo pra academia ... Ele tem mais energia que eu! Ele sempre foi o pai mais tranquilo possível que ama agradar os outros. Ele ama fazer os outros sorrirem porque essa é a fonte da felicidade dele. Meu pai me deu essa oportunidade de estudar nos Estados Unidos que muitos sonham em ter, e cada dia que passa que nós não estamos juntos, eu sinto mais a falta dele. Do cafe da manhã reforçado, das sessões de surf diárias, do jantar italiano feito 100% por ele e das piadas hilárias que me fazem rir tanto que fico sem ar. Eu tenho orgulho de ter o pai que eu tenho, que sempre esteve ao meu lado em todos os momentos bons e difíceis de minha vida!

Kenui Moliterno(17)

 

Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »