18/03/2015 às 11h30min - Atualizada em 18/03/2015 às 11h30min

Aimee Oliveira

Dedicando-se nesta arte que por meio das palavras encanta aos corações...

Thiago Santos
Thiago Santos

 Quem é o ser humano Aimee Oliveira?

 É alguém que ama escrever e gosta muito de dormir. Quando não está fazendo nem uma dessas duas atividades, está lendo ou pensando na vida, provavelmente dentro de um ônibus a caminho da Escola ou de volta para casa. Atualmente estuda Roteiro numa escola de Cinema chamada Darcy Ribeiro que fica no Centro do Rio de Janeiro, mas mora no Centro de outra cidade, chamada São Gonçalo. Coisa que envolve algumas horas de locomoção entre uma e outra, logo, horas de leitura, pensamentos sobre a vida (sem chegar a nenhuma conclusão) e até de escrita (com letra bem torta no caderno, dependendo do balançar do ônibus).

 

 

 

 Bebedora de café além de ser formada em Design de Moda?

 Atualmente mais bebedora de café do que designer de Moda, já que desde que peguei o meu diploma não exerço a profissão. Exceto pelos respingos aprendidos em aulas de desenho que hoje uso nos quotes que faço para divulgar as frases dos livros, como na foto abaixo.

 Quanto a bebeção de café, acho que vai ser uma ocupação mais duradoura, pois me ajuda muito mais no ofício de escrever do que a Moda. Por exemplo, ele está me ajudando agora a me inspirar para responder a entrevista.

 

 

 

 Prometo que a seguir falaremos sobre sua arte que é a escrita. Antes me fale sobre seu gosto em relação a reprises de filmes!

 Há! É um gosto que acho que todo mundo tem quando criança e se apaixona por um filme/desenho e assiste 83938 vezes sem parar. O meu filme era Branca de Neve e esse meu costume não me abandonou embora eu já tenha crescido, só o que eu venho mudando são os filmes que eu ando reprisando, que no momento são Meia-noite em Paris e o Diário de Bridget Jones.

 

 

 

 

 

 

 Por que escrever?

 Porque me dá vontade o tempo inteiro! Até os dezoito anos eu não tinha a mínima pretensão de passar grande parte do meu dia encarando uma folha em branco. Eu queria fazer roupas, ou videoclipes! Contudo, enquanto eu estava esperando minha primeira aula na faculdade sem nada pra fazer e por um acaso tinha uma folha em branco, foi uma reação muito natural começar a escrever. E não querer parar mais.

 

 

 Pela Janela Indiscreta?

 Sim, o primeiro livro que eu publiquei e que me abriu as portas pra o mundo da Literatura Nacional. O livro é uma comédia romântica narrada primeiramente através dos olhos do Frederick, um cara meio cafajeste que sai com todas as mulheres, menos com a que ele mais quer: sua vizinha do prédio ao lado que ele noite após noite anda espiando pela janela da sua sala que dá de frente com a janela do quarto dela.

 É um romance sobre a falta de lógica das proximidades e distâncias na cidade grande, temperado com algumas doses de fofura.

 

 

 

 

 

 Como você encara a realidade de que um livro escrito torna-se mais uma preciosidade com valor eterno?

 Encaro com muita felicidade e honra, às vezes um pouquinho de pânico! Mas isso acontece porque sou uma pessoa de natureza nervosa, haha. Entendo que a oportunidade ter minhas ideias lidas por outras pessoas é algo enorme e isso tende a me assustar, mas na maioria das vezes o retorno dos leitores é a melhor coisa que uma escritora pode ter. E o que eu tenho ouvido das pessoas que leram “Pela Janela Indiscreta” foi só coisa linda!

 

 

 Co-autora do livro online "Papel,Caneta e Ação”?

 Pois é! Esse foi o projeto mais ousado e divertido que eu já me envolvi. É uma história sobre amigas tentando vencer no meio artístico e nós (Thati Machado, Clara Savelli e eu) também somos amigas que buscam isso, no caso, no meio dos livros. As personalidades tanto das escritoras quanto das personagens são contrastantes, mas não de um modo conflituoso e acredito que em parte seja por isso que o processo criativo e a narrativa do livro acabou dando tão certo.

 

 

 

 

 

 

 Dois livros são suficientes no quesito inspiração quanto ao seguinte?

 Mais do que suficientes! Um próximo livro está em vias de finalização! Ele conta uma história relacionada tanto ao “Pela Janela Indiscreta” como ao “Papel, Caneta e Ação” é sobre uma personagem secundária que ganhou força para ter seu próprio livro. Quem já conhece minhas histórias com certeza já adivinhou quem é!

 

 

 Quais os grandes desafios em partilhar um livro escrito por três autoras?

 Pra mim acho que foram os limites. Limites de tempo e de páginas foi uma pressão a mais pra alguém tão devagar quase parando quanto eu. Por outro lado, os benefícios foram muito maiores que as dificuldades. As discussões de opiniões, leituras em grupo e revisão simultânea foram coisas que me fizeram aprender e me divertir muito junto com essas duas escritoras que tem um valor inestimável na minha vida.

 

 

 

 

 

 

 Para finalizar nos fale dos seus projetos atuais e futuros!

 O futuro parece promissor quando você está com tudo mais ou menos acertado para estar na Bienal do Livro de 2015 e com livro (“Papel, Caneta e Ação” em versão física) para lançar lá! No momento eu estou me concentrando em tentar escrever um novo livro apesar da correria de um lado para o outro pra divulgar o “Pela Janela Indiscreta” e ando postando os primeiros romances que escrevi numa plataforma de livros virtuais chamada Wattpad: http://www.wattpad.com/user/aimeeoliveira

 Quem quiser conferir mais é só clickar nos links!

 Página do “Pela Janela Indiscreta” no Facebook: https://www.facebook.com/pelajanelaindiscreta

 Skoob “Pela Janela Indiscreta”: http://www.skoob.com.br/livro/383617-pela-janela-indiscreta

 Skoob “Papel, Caneta e Ação”: http://www.skoob.com.br/papel-caneta-e-acao-427071ed483702.html

 Atual livro no Wattpad: http://www.wattpad.com/story/32155669-invis%C3%ADvel

 

  Espero que tenham gostado de conhecer um pouquinho mais sobre mim!

 

 

Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »