13/05/2015 às 15h23min - Atualizada em 13/05/2015 às 15h23min

Evento sobre cidades inteligentes - Connected Smart Cities - é lançado oficialmente em São Paulo

Organizadora Sator e parceiros preparam divulgação de Ranking inédito das cidades mais inteligentes do País. Iniciativas também serão premiadas

O lançamento oficial da primeira edição do Connected Smart Cities, evento voltado às discussões de ações para a construção de cidades inteligentes no país, aconteceu nesta terça-feira (12), na capital paulista, na sede da Demarest Advogados, um dos maiores escritórios de advocacia da América Latina. Autoridades, empresários do setor e um público de mais de 100 pessoas acompanharam o anúncio das novidades que estarão no Connected, além de debates sobre desenvolvimento urbano e a apresentação do case “Porto Maravilha”.

“Estamos trabalhando com o projeto Connected Smart Cities desde o ano passado e acreditamos que atingiremos o nosso objetivo de contribuir com este processo e fazer com que as cidades brasileiras subam um degrau na escala de desenvolvimento nos próximos 10 anos, aproximando-se dos grandes centros mundiais”, ressaltou a diretora da Sator, Paula Faria, empresa responsável pelo Connected.

O evento já nasce com novidades: um ranking inédito com as maiores cidades brasileiras com potenciais de desenvolvimento e um prêmio para projetos de inovação e empreendedorismo que contribuam com os municípios brasileiros.  

O presidente da Urban Systems, Thomaz Assumpção, investiga o comportamento de municípios brasileiros há algum tempo, “para poder definir como se dá a dinâmica do desenvolvimento econômico”, segundo ele. “Apresentaremos um ranking considerando diversos critérios como mobilidade, urbanismo, meio ambiente, energia, tecnologia de informação, educação, saúde, segurança e empreendedorismo”.

Para o diretor da empresa Neurônio, Bruno Asp, responsável pela organização do prêmio, o desafio será contribuir com a elaboração de outros negócios e sensibilizar diversos públicos para futuras ações. “O prêmio é voltado para pessoas jurídicas em todo o país e podem participar em duas categorias: negócios em operação e negócios pré-operacionais. O julgamento acontecerá em três etapas: primeiramente, uma banca de classificação irá avaliar, seguindo para o crivo de uma banca de especialista e, finalmente, será avaliado por uma banca de premiação. Durante o evento terá a apresentação do projeto/negócio, no qual três serão premiados”, disse.

Desenvolvimento Urbano - Também presente no lançamento oficial do Connected Smart Cities, o sócio da Demarest Advogados, Paulo Dantas, falou sobre os desafios para o planejamento de cidades do futuro. “Estamos caminhando para a concretização de conceitos como tecnologia, saneamento, mobilidade, sustentabilidade, saúde, educação, segurança e valorização dos espaços públicos. Temos vários exemplos pelo mundo considerando cidades de grande, médio e pequeno porte. Hoje já são cerca de 74 programas de parceria público-privada, sendo que muitos deles na área de saneamento”.

O presidente do Centro de Tecnologia e Edificações (CTE), Roberto de Souza, complementou Dantas dizendo que, atualmente, há 230 projetos certificados e mais de 180 em avaliação para a certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design). “O Brasil tem uma posição relevante entre os países com mais projetos com esta certificação. O desenvolvimento urbano sustentável é um comprometimento real da iniciativa privada e do poder público”.   

Cidade Cognitiva - Utilizando como exemplo o projeto Porto Maravilha, maior parceria público-privada do país, o executivo para Governo e Smarter Cities da IBM, Antônio Carlos Dias, ressaltou o atual conceito de cidade cognitiva. “Tem que ser instrumentada, interconectada e, obviamente, inteligente. O gestor tem à disposição um ferramental de tecnologia da informação que lhe permite uma visão macro da dinâmica urbana. Em breve haverá 1 trilhão de dispositivos conectados e o volume de dados gerados por dia será equivalente a 15 petabytes. A inteligência hoje nos permite ter cerca de 20 minutos de antecedência na previsão dos fluxos de tráfego”, pontua.

O Connected Smart Cities acontecerá de 03 a 05 de agosto, no Centro e Eventos Pro Magno, em São Paulo (SP). Mais informações podem ser conferidas no site http://www.connectedsmartcities.com.br/ 

Sobre o Connected Smart Cities  - http://www.connectedsmartcities.com.br/ 

Em sua primeira edição, o Connected Smart Cities irá reunir empresas, entidades e governos para promover a discussão, a troca de informações e a difusão de ideias para que as cidades brasileiras possam tornar-se mais inteligentes, conectadas e subam um degrau na escala de desenvolvimento na próxima década, aproximando-se dos índices das cidades inteligentes modelos do mundo. Paralelamente ao Fórum de discussões e à area expositora, será entregue o Prêmio Connected Smart Cities e divulgado o inédito Ranking Connected Smart Cities das cidades com maiores potenciais de desenvolvimento. O evento, organizado pela Sator, acontecerá de 03 a 05 de agosto, no Centro de Eventos Pro Magno, em São Paulo, e tem como aliados estratégicos a Demarest, Urban Systems, o Centro de Tecnologia de Edificações (CTE) e Neurônio - Ativação de Negócios e Causas, além do apoio de mais de 30 organizações de diversos setores atuantes nos segmentos do evento.

Sobre a Sator
A Sator nasceu em 2005 como uma empresa de produção de eventos, passou a oferecer serviços de comercialização e comunicação para os eventos que organizava e, mais recentemente, descobriu-se como uma organização desenvolvedora de plataformas de negócios, que consiste em identificar, planejar e desenvolver oportunidades por meio de encontros presenciais como seminários, feiras, rodadas de negócios, mídia online e impressa. A empresa conta com uma ampla experiência na organização de eventos como a Airport Infra Expo, Sustainable Brands, Unomarketing, Ciclo Era Digital, dentre outros.

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »